O desemprego e a ingratidão

Posted by & filed under .

208-milhoes-de-pessoas-estarao-desempregadas-em-2015

Enquanto procura por emprego se desespera, depois vem a ingratidão.

É tão difícil estar desempregado, precisar de um bem seja ele qual for e não possuirmos dinheiro para comprar. Existem momentos em nossa vida em que não encontramos uma porta se quer aberta. Uma luz no fundo do túnel. Quem nunca viveu isso? Quem nunca ficou esperando um milagre da parte de Deus. Olha eu mesma já passei por cada uma que só Deus na minha vida. Quando estamos sem um emprego a tristeza invade nosso ser de uma forma que parece que não conseguiremos vencer. Os pensamentos se apoderam de nossa mente de um jeito, que olha….. É difícil demais. O pior é quem tem filhos pequenos que necessitam do leite para crescerem fortes e saudáveis. Pois bem isso é horrível de se viver, mas comum na vida de todos nós. Mas ai vem a grande pergunta, como vai sua gratidão para com seu emprego? Está satisfeito com o que Deus te preparou? Ou não? Já pensa em mudar de emprego? Mas como pode isso? Todo emprego é complicado, requer disciplina e obediência ao seu superior. Não tem saída ou você vai aceitar isso ou será uma pessoa que viverá de forma ilícita e desagradando a Deus. Ponha uma coisa em sua cabeça: Não existe emprego bom e sim dinheiro bom, mas para receber esse dinheiro, precisa trabalhar duro e aguentar muita coisa para cumprir o seu papel de cidadão normal e digno. Lembra-se de quando você implorava a Deus um emprego? Lembra-se de quando seus filhos ficavam te pedindo algo e você não tinha para dar? Não se esqueça desses momentos que você atravessou, não seja ingrato para com Deus. Agradeça pela porta que ele te abriu, seja grato pela sua porção honesta e digna que você recebe com o suor do seu rosto. Isso é o minimo que podemos fazer na terra, sermos gratos. Olha mudar de emprego é como uma pedra que rola muito e não cria limbo, sem limbo ela está sem proteção. O trabalho assalariado garante nossos direitos, ajuda na nossa aposentadoria e nos firma para obtermos o que temos de necessidade para nosso dia a dia. Não fique dando trabalho em seu emprego para sair dele, ajuíze-se e tenha disciplina, o seu futuro só depende de você. Faça a sua parte, seja maduro ou madura faça tudo com responsabilidade e com amor. Você será observado sempre, para um cargo melhor ou para uma confiança por ser uma pessoa responsável em suas obrigações. Seja grato ao Senhor teu Deus e dê em seu trabalho um bom testemunho. Muitos estão de olho em você, pode ter certeza.

Silvia Helena.

Um abraço a todos.

http://www.quecoisaboa.com.br

2 Responses to “O desemprego e a ingratidão”

  1. claudimir

    Nao é facil mas temos que correr atraz ,nada cai do ceu se nao fomos ao encontro de um novo emprego temos que ser gratos porem ter fé dobrar os joelhos o homem so é grande quando cai de joelhos e agradece.trabalho na mesma empresa a 26 anos e para mim cada dia é um recomeço agradeço e faço a cada termino do meu trabalho com agardecimento pois sai de la o sustento de minha familia.fica aqui minha dica ora que melhora.
    claudimir de barros lapa.

    Responder
  2. Quedma Ribeiro

    ApdD, estou nessa situação. Fui procurar receitas de trufas e achei.justamente um vídeo seu no YouTube tocando um hino de fundo, espero que eu consiga fazer e ficar tão boa quanto a sua, Deus abençoe.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *